A importância dos Cursos de Tecnologia!


Entre nós, os cursos tecnológicos ainda são considerados uma “novidade”. Será? Segundo o INEP/MEC, os cursos que formam tecnólogos cresceram 74,4% entre os anos de 2000 e 2002, enquanto os cursos de Bacharelado e Licenciatura cresceram 36%. Afinal, como isso torna-se importante ?

No momento em que Brasil retoma seu crescimento industrial, conseqüentemente aumentando o nível de emprego, torna-se necessário um profissional mais qualificado. Assim como as empresas, os profissionais precisam ser mais ágeis, como forma de ganhar espaço no mercado altamente competitivo. Agilidade. Essa é uma das principais características dos cursos de graduação tecnológica. Esses cursos podem ter duração de 2 a 3 anos, dependendo da área. Além de facilitar a entrada no mercado de trabalho, por serem mais direcionados, permitem que os estudantes consigam ingressar de forma antecipada nesse concorrido mercado.

Mas além do tempo de duração, existem outras diferenças em relação à graduação do Bacharelado ou da Licenciatura. Consideramos que o tecnólogo é um profissional formado em consonância com as velozes transformações que ocorrem no mundo globalizado, em função do avanço de novas tecnologias que impulsionam o desenvolvimento industrial, pedindo, em curto prazo, profissionais multi-especializados para atender à diversificação.

É necessário lembrar que o tecnólogo não é um “profissional intermediário”, mas um profissional capaz de desenvolver tarefas próprias de uma determinada área profissional. Enquanto bacharéis ou licenciados são formados para concepção, com ênfase na parte teórica e em largo espectro de atuação, o tecnólogo tem formação mais específica, voltada à gestão, desenvolvimento e difusão de processos.

As diretrizes curriculares para o ensino tecnológico definem a carga horária desses cursos dependendo da área e determinam que 40% dos conteúdos sejam práticos e associados à formação teórica.

Os cursos tecnológicos contemplam pontos disciplinares e interdisciplinares que dão ao aluno uma sólida formação científica, embora em um raio mais restrito, voltados à compreensão teórica das operações a executar em área e nicho de mercado determinado.

Talvez a principal diferença existente entre os cursos de graduação tecnológica em relação aos demais bacharelados esteja na proposta: formar especialistas, enquanto os demais cursos superiores objetivem formar generalistas.

Também em uniformidade com o mercado, que exige uma formação profissional continuada, os cursos tecnológicos, da mesma forma que o bacharelado, promove a oportunidade de galgar outras especializações, tanto no lato sensu quanto no stricto sensu.

Em 2003, no Brasil, existiam quase 3 mil estabelecimentos que estavam autorizados a oferecer graduação tecnológica. Mas o número cresceu bastante desde o último censo. A expansão dos cursos tecnológicos não esta acontecendo apenas no Brasil. Atualmente, no Canadá, mais de 60% dos alunos que se formam em graduação são oriundos de graduação tecnólogos.

Por todos esses diferenciais, os cursos tecnológicos vieram para ficar e ajudar o País a ser não só a potência do futuro, mas do presente.

Sobre Gustavo Lima

- Marketing pela Faculdade Integrada do Ceará; - Especialista em Comércio Eletrônico - Gestão de E-commerce (Internet Innovantion) - Marketing Digital pela Internet Innovation; - Professor das disciplinas Gestão Aplicada e Ética - WebExpert de Google AdWords - Twitter: @gustavolimamkt

Publicado em junho 21, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: